ENTRE PLATÃO E ROUSSEAU: Uma tradição educacional

Wagner Marques Pereira

Resumo


O presente artigo discute as contribuições de Platão e Rousseau à educação, a partir do referencial teórico de Hannah Arendt e Cornelius Castoriadis, buscando refletir acerca da importância desses pensadores para repensar as práticas educacionais predominantes na atualidade.

 


Palavras-chave


Filosofia da Educação; Modernidade; Cidadania.

Texto completo:

PDF

Referências


ARENDT, H. Da Revolução. 2 ed. São Paulo: Ática, 1990.

_____. Entre o Passado e o Futuro. 3 ed. São Paulo: Perspectiva, 1992,

_____. A Dignidade da Política. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1995.

CASTORIADIS, C. A Instituição Imaginária da Sociedade. 2 ed., Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1982.

PLATÃO. A República. 22 ed. Rio de Janeiro: Ediouro, s/d.

REVEL, J. Os Usos da Criatividade. In: CHARTIER, R. (org.). História da Vida Privada − da Renascença ao século das Luzes. v. 3. São Paulo: Companhia das Letras, 1991.

ROUSSEAU, J. Emílio ou da educação. São Paulo: Martins Fontes, 1995.

_____. O contrato social: princípios de direito político. 13 ed., Rio de Janeiro: Ediouro, s/d.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.