DILMA ROUSSEFF NA IMPRENSA BRASILEIRA: Da Reeleição ao Processo de Impeachment

Adjovanes Thadeu S. de Almeida, Vitória T. L. da Silva Lima

Resumo


O presente texto pretende destacar como a imprensa brasileira vem abordando a temática que envolve o governo da presidente Dilma Rousseff com foco no processo de reeleição e do impeachment. Para alcançar tal objetivo, o jornal O Globo, na versão eletrônica, foi selecionado, uma vez que aborda diversas temáticas (tanto nacionais quanto internacionais) e possui uma abrangência mais significativa dentre outros órgãos midiáticos existentes no país. Com relação a isso, o jornal publicou diversas reportagens acerca do atual contexto político brasileiro em torno do governo Dilma Rousseff no decorrer do primeiro e segundo mandato presidenciais. Os eventos da reeleição e o processo de impeachment foram apresentados de modo peculiar pela mídia selecionada no tocante à construção de uma imagem negativa tanto da presidenta quanto do governo em questão, mostrando assim o posicionamento editorial frente à conjuntura política nacional. Inicialmente, o trabalho abordará reflexões a respeito da influência da mídia na formação de percepções políticas acerca do cenário brasileiro. Em um segundo momento, o texto pretende analisar a abordagem do jornal com relação ao assunto a ser tratado. Por fim, destaca a importância da diversificação dos meios de comunicação de massa no Brasil que, apesar de  seguirem excessivamente concentrados nas mãos de poucas empresas, favorecem um aprofundamento da experiência democrática e demonstram a pluralidade de posicionamentos existentes na sociedade.

 

 

 


Palavras-chave


História do Tempo presente; Mídia Brasileira; Governo Dilma Rousseff

Texto completo:

PDF

Referências


ANJ. Maiores jornais do Brasil. Os maiores jornais do Brasil de circulação paga, por ano. Ano 2014-2015. In. Associação Nacional de Jornais. Disponível em: http://www.anj.org.br/maiores-jornais-do-brasil/. Acesso em: 13 jun 2016.

ARÊAS, João Braga. Batalhas de O Globo: o neoliberalismo em questão. Niterói: UFF, 2012 (tese de doutorado, mimeo.)

BECKER, Jean J. A opinião pública. In. Por uma história Política. 2 ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2003, pp. 185-211.

CARRATO, Ângela. A mídia é o golpe. In: Observatório da Imprensa, São Paulo, mar 2015. Disponível em: http://observatoriodaimprensa.com.br/interesse-publico/_ed843_a_midia_e_o_golpe/. Acesso em: 15 maio 2016.

EDITORIAL. Em São Paulo, tucanos gritam ‘impeachment’ e petistas pedem choro no Cantareira. In: O Globo, Rio de Janeiro, 2014. Disponível em: http://g1.globo.com/sao-paulo/eleicoes/2014/noticia/2014/10/na-paulista-tucanos-gritam-impeachment-e-petistas-pedem-choro-no-cantareira.html. Acesso em: 15 maio 2016.

FERREIRA, JAIRO. Mídia, Jornalismo e Sociedade: a herança normalizada de Bourdieu. In: Estudos em jornalismo e Mídia. Santa Catarina, v.2, n. 1, p. 35-44, 2005. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/jornalismo/article/view/2087/1827. Acesso em: 28 maio 2016.

GRAMSCI, Antonio. Cadernos do cárcere, v. 2: Os intelectuais. O princípio educativo. Jornalismo. 2.ed., Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2001.

GUEDES, Éllida Neiva. Espaço público contemporâneo: pluralidade de vozes e interesses. In: Biblioteca on-line de ciências da comunicação. p. 16, 2010. Disponível em: http://www.bocc.ubi.pt/pag/guedes-ellida-espaco-publico-contemporaneo.pdf. Acesso em: 28 maio 2016.

GUROVITZ, Helio. Game over, presidente Dilma. In. O Globo, Rio de Janeiro, 2016.

Disponível em: http://g1.globo.com/mundo/blog/helio-gurovitz/post/game-over presidente-dilma.html. Acesso em: 27 maio 2016.

LAGROU, Pieter. Sobre a atualidade da História do Tempo Presente. In: PÔRTO JR., Gilson. História do Tempo Presente. Bauru, SP: EDUSC, 2007, pp. 31-45.

LEITÃO, Miriam. Ameaça à imprensa. In: O Globo, Rio de Janeiro, 2015. Disponível em: http://blogs.oglobo.globo.com/miriam-leitao/post/ameaca-imprensa.html. Acesso em: 15 maio 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.