Mitologia dos Orixás na Educação Brasileira do Século XXI e Futura: uma proposta de trabalho para a implementação da Lei no 10.639

Ricardo Goldfeld Szpilman

Resumo


O texto valoriza a mitologia dos Orixás enquanto ferramenta de informação e de deleite estético.  Para suprir um espaço pouco explorado e que tem agora uma demanda específica gerada pela Lei nº 10.639, de Janeiro de 2003, que regulamenta o ensino de Cultura Afro-Brasileira nos currículos de todas as escolas do Brasil.  A mitologia dos Orixás pode ampliar sobremaneira o entendimento de quem somos, nós os seres humanos e mais particularmente, nós os brasileiros.  Através de um questionamento sobre o porquê de se exaltar a mitologia grega, enquanto a dos Orixás fica um tanto à margem no Brasil, o texto procura abrir reflexões e possibilidades.

 


Palavras-chave


Mitologia dos Orixás; Educação para o Século XXI e Futura; Escolas e Sociedade Brasileira.

Texto completo:

PDF

Referências


CAMÕES, Luís de. Os lusíadas. São Paulo: Abril Cultural, 1982.

CAPUTO, Stela Guedes. O candomblé também está na escola? Mas como? In: MOREIRA, A. F. e CANDAU, V. M. (Orgs.). Multiculturalismo: diferenças culturais e práticas pedagógicas. Petrópolis: Vozes, 2008.

CASCUDO, Luís da Câmara. Dicionário do folclore brasileiro. São Paulo: Itatiaia, 1993.

CHEVALIER, Jean & GHEERBRANT, Alain. Dicionário de símbolos (mitos, sonhos, costumes, gestos, formas, figuras, cores, números). Rio de Janeiro: José Olympio, 1999.

DAMATTA, Roberto. A bola corre mais que os homens. Rio de Janeiro: Rocco, 2006.

BRANDÃO, Ana Paula (Org.). A cor da cultura. Rio de Janeiro: Ministério da Cultura & Canal Futura, 2006.

BRANDÃO, Junito de Souza. Mitologia grega L.I. Petrópolis: Vozes, 1986.

GRIMAL, Paul. Dicionário de mitologia grega e romana. 4ª edição. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2000.

JUNG, Carl Gustav. Psicologia do inconsciente. Petrópolis: Vozes, 2005

LDB - Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. LEI No. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. D.O.U. de 23 de dezembro de 1996.

LOPES, Nei. Novo dicionário banto. Rio de Janeiro: Pallas Atena, 2003.

MORIN, Edgar. Os sete saberes necessários à educação do futuro. Brasília: Cortez, 2002.

PRANDI, Reginaldo. Mitologia dos orixás. São Paulo: Companhia das Letras, 2001a .

_______. Os Príncipes do destino. São Paulo: Cosac & Naify, 2001b.

SILVA, Nilton Sousa da. O mito em Ernst Cassirer e Carl Gustav Jung: uma compreenção do ser do humano. Rio de Janeiro: Litteris, 2002.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Documentos de identidade. Uma introdução às teorias do currículo. Belo Horizonte: Autêntica, 2003.

TINHORÃO, José Ramos. Histótia social da música popular brasileira. São Paulo: Editora 34, 1998.

VERGER, Pierre Fatumbi. Orixás, Deuses Iorubás na África e no Novo Mundo. Bahia: Corrupio, 1992.

VERNANT, Jean-Pierre. O universo os deuses os homens, mitos gregos contados por Jean-Pierre Vernant. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.




DOI: http://dx.doi.org/10.33025/irdemcp2.v1i1.1495

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


      ISSN 2594-407X

 

                                       URL: https://cp2.g12.br/ojs/index.php/interludio

                                           email: interludiorevista@hotmail.com

 

                                     Publicação do Departamento de Educação Musical (DEM)

                                                         em parceria com 

                       Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Cultura (PROPGPEC)

                                                   Pró-Reitoria de Ensino (PROEN)

                   Curso de Especialização em Práticas Musicais na Educação Básica (DEM)

                                                         

 Este trabalho está licenciado com uma Licença

 Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.