Criação musical entre crianças: uma banda como estratégia metodológica de pesquisa

João Marcelo Lanzillotti

Resumo


Esse texto pretende apresentar aspectos metodológicos de uma pesquisa de doutorado que teve como tema a criação musical de crianças.  Tendo como objetivo compreender os processos de criação musical como experiência de infância, tal estudo foi realizado numa escola pública federal do Rio de Janeiro com um grupo de oito crianças interlocutoras entre oito e doze anos numa oficina musical na qual tinham como norte a composição de músicas.  A abordagem sobre criação procura dialogar com a cultura de modo a apontar a criação na sua dimensão da experiência.  Como principal estratégia metodológica foi formada uma banda musical nessa oficina, na qual o pesquisador também atuou como coordenador, implicando-se dessa forma nos diálogos e interações nas atividades musicais.  Tomamos como referência teórico-metodológica uma abordagem acerca de alteridade e dialogismo (AMORIM, 2001) e de pesquisa com crianças (PEREIRA, 2012), apoiadas no pensamento do filósofo Mikhail Bakhtin.  Como principais autores que fundamentam a discussão sobre criação e cultura traz-se Vigotski (2009), Certeau (2012), Chauí (2008) e Bakhtin (2010), assim como, comentários acerca da criança e criação musical coletiva por Green (2012) e Brito (2007).  Apresentamos brevemente a construção dessa estratégia metodológica, os sujeitos da pesquisa e alguns aspectos do processo de criação como um todo.

 


Palavras-chave


Criação Musical; Crianças; Estratégia Metodológica.

Texto completo:

PDF

Referências


AMORIM, Marília. O pesquisador e seu outro: Bakhtin nas ciências humanas. São Paulo: Musa, 2001.

BAKHTIN, Mikhail. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico da linguagem. Tradução de Michel Lahud e Yara Fratesci Vieira. 14°ed. São Paulo: Huditec, 2010.

BONDIA, Jorge Larrosa. Notas sobre a experiência e o saber de experiência. Rev. Bras. Educ. [online]. 2002, n.19, pp. 20-28.

BRITO, Teca A. Por Uma Educação Musical Do Pensamento: Novas Estratégias De Comunicação. (tese de doutorado). Doutorado em comunicação e semiótica. PUC – SP. 2007. 297 fl.

CASTRO, Lucia Rabello de. Conhecer, transformar (-se) e aprender: pesquisando com crianças e jovens. In: ______& BESSET, Vera Lopes (orgs.). Pesquisa-intervenção na infância e na juventude. Rio de Janeiro: NAU/FAPERJ, 2008, p.21-42.

CERTEAU, Michel de. A cultura no plural. Tradução de Enid Abreu Dobránszky. 7°ed. Campinas, SP: Papirus, 2012.

CHAUÍ, Marilena. Cultura e democracia. En: Crítica y emancipación : Revista latinoamericana de Ciencias Sociales. Ano1, no. 1 (jun. 2008- ). Buenos Aires : CLACSO, 2008. Disponível em : . Acesso em: 1°. Jul.2018

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. 1°ed. [Reimpr.]. Rio de Janeiro: LTC, 2012.

GREEN, Lucy. Music, Informal Learning and the School: A New Classroom Pedagogy. U.K: Ashgate, 2012.

PEREIRA, Rita R. Pesquisa com crianças. In: PEREIRA, Rita; MACEDO, Nélia (orgs). Infância em pesquisa. Rio de janeiro: Ed. Nau, 2012. p.59-86.

VIGOTSKI, Lev. Imaginação e criação na infância: ensaio psicológico: livro para professores/Lev Semionovich Vigotski. Apresentação e comentários de Ana Luiza Smolka. Tradução de Zoia Prestes. São Paulo: Ática, 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.33025/irdemcp2.v5i8.1809

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


      ISSN 2594-407X

 

                                       URL: https://cp2.g12.br/ojs/index.php/interludio

                                           email: interludiorevista@hotmail.com

 

                                     Publicação do Departamento de Educação Musical (DEM)

                                                         em parceria com 

                       Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Cultura (PROPGPEC)

                                                   Pró-Reitoria de Ensino (PROEN)

                   Curso de Especialização em Práticas Musicais na Educação Básica (DEM)

                                                         

 Este trabalho está licenciado com uma Licença

 Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.