“SIM, SOU NEGRA!”: As aulas de música e a construção da identidade afro-brasileira

Priscilla Hygino Donato

Resumo


Este artigo é a síntese de uma pesquisa em educação musical sobre as relações étnico-raciais, desenvolvida com duas turmas de quarto ano em uma escola municipal do Rio de Janeiro. Tem por objetivo identificar que mudanças podem ocorrer na perspectiva dos alunos sobre as raízes africanas e afro-brasileiras que carregamos, tanto enquanto indivíduos como enquanto coletividade, e nas questões da identidade afro-brasileira, mediante o contato com expressões artístico-musicais das populações pretas no Brasil no contexto das aulas de música. A metodologia consistiu de aplicação de propostas de aulas sobre o jongo, a capoeira e o maculelê e de aplicação e análise de questionários semiestruturados antes e depois dessas aulas. Como resultado, foi possível perceber o aumento do número de estudantes que se autoidentificaram como negros, o que pode sugerir um caminho possível para a abordagem das questões raciais nas aulas de música na escola básica.

Palavras-chave


Educação Musical; Relações Étnico-raciais; Educação Antirracista.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL, MEC/SECAD. Educação Anti-Racista: Caminhos Abertos pela Lei Federal no 10.639/03. Brasília: Ministério da Educação, SECAD, 2005. (Coleção Educação para Todos)

BRASIL, MEC/SECAD. Plano Nacional de Implementação das Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação das Relações Etnicorraciais e para o Ensino de História e Cultura Afrobrasileira e Africana. Brasília: SECAD, 2012.

CANDAU, Vera Maria. Direitos humanos, educação e interculturalidade: as tensões entre igualdade e diferença. Revista Brasileira de Educação. Rio de Janeiro, v.13, n. 37, p. 45-56, jan./abr. 2008.

CANEN, Ana. A educação brasileira e o currículo a partir de um olhar multicultural: algumas tendências e perspectivas. In: PESSOA DE BARROS, José Flávio;

OLIVEIRA, Luiz Fernandes (Orgs.). Todas as cores na educação: contribuições para a reeducação das relações étnico-raciais no ensino básico. Rio de Janeiro: Quartet/FAPERJ, 2007, p. 59-79.

CAVALLEIRO, Eliane. (Org.) Racismo e anti-racismo na educação: repensando nossa escola. São Paulo: Selo Negro, 2001.

GOMES, Nilma Lino. Educação e Relações Raciais: refletindo sobre algumas estratégias de atuação. In: MUNANGA, Kabengele (Org.) Superando o racismo na escola. Brasília: Ministério da Educação, SECAD, 2005, p. 143-154.

PESSOA DE BARROS, José Flávio; OLIVEIRA, Luiz Fernandes (Org.) Todas as cores na educação: contribuição para a reeducação das relações étnico-raciais no ensino básico. Rio de Janeiro: Quartet/FAPERJ, 2008.

ROSSATO, Cesar; GESSER, Verônica. A experiência da branquitude diante de conflitos raciais: estudos e realidades brasileiras e estadunidenses. In: CAVALLEIRO, Eliane. (Org.) Racismo e anti-racismo na educação: repensando nossa escola. São Paulo: Selo Negro, 2001, p. 11-36.

MUNANGA, Kabengele (Org.) Superando o racismo na escola. Brasília: Ministério da Educação, SECAD, 2005.

SOUSA, Renan Santiago de; IVENICKI, Ana. Sentidos de Multiculturalismo: uma análise da produção acadêmica brasileira sobre educação musical. Revista da ABEM, Londrina, v. 24, p. 55-70, jan. jun. 2016.

TRINDADE, Azoilda Loretto da. O racismo no cotidiano escolar. 1994. 249 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Fundação Getúlio Vargas. Rio de Janeiro, 1994.

TRINDADE, Azoilda Loretto. O racismo no cotidiano escolar. In: PESSOA DE BARROS, José Flávio; OLIVEIRA, Luiz Fernandes (Org.) Todas as cores na educação: contribuição para a reeducação das relações étnico-raciais no ensino básico. Rio de Janeiro: Quartet/FAPERJ, 2007, p. 37-58.




DOI: http://dx.doi.org/10.33025/irdemcp2.v6i9.1824

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


      ISSN 2594-407X

 

                                       URL: https://cp2.g12.br/ojs/index.php/interludio

                                           email: interludiorevista@hotmail.com

 

                                     Publicação do Departamento de Educação Musical (DEM)

                                                         em parceria com 

                       Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Cultura (PROPGPEC)

                                                   Pró-Reitoria de Ensino (PROEN)

                   Curso de Especialização em Práticas Musicais na Educação Básica (DEM)

                                                         

 Este trabalho está licenciado com uma Licença

 Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.