A ESCUTA NA EDUCAÇÃO INFANTIL: UM OLHAR SOBRE O CENTRO DE REFERÊNCIA EM EDUCAÇÃO INFANTIL DE REALENGO

Bruna Fonseca Teixeira, Camila da Silva Perrotta, Fabiane da Costa Morais, Luiza Bastos Carvalho, Victória Viana Vivarini da Silva

Resumo


O presente artigo tem por objetivo compartilhar o processo de formação docente de quatro estudantes de Pedagogia na participação no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à docência (Pibid) em parceria com o Colégio Pedro II de Realengo, na turma Liga dos Detetives. As vivências seguiram o caminho da escuta desse espaço, das crianças e de cada um dos participantes consigo próprio no encontro com emoções, reflexões e questionamentos provocados por essa experiência. A partir de algumas inquietações e curiosidades o novo foi surgindo com estranhamento, curiosidade e encantamento. Na relação com as crianças, suas falas e escutas que ressignificam o mundo, provocando suspiros por conta da profundidade de seus conteúdos, se tornando a temática principal desse artigo. Nessas vivências a escuta das crianças se tornou um aprendizado quando uma delas falou que iria dizer como serem professoras, a outra se posicionou de forma diferente diante de um conflito, uma falou sobre o processo de metamorfose da borboleta e ainda uma situação que era uma questão somente de escuta. Mais do que ouvir com os ouvidos, foi uma experiência de ouvir com todos os sentidos.

Palavras-chave


Escuta; Formação docente; Infâncias.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.33025/praticasei.v4i5.2206

Apontamentos

  • Não há apontamentos.