SENTIDOS DO TRABALHO PEDAGÓGICO NA EDUCAÇÃO INFANTIL EM TEMPOS DE PANDEMIA: DIÁLOGOS ENTRE DUAS PROFESSORAS EM FORMAÇÃO

Rayssa Prudêncio da Silva, Silvaneide Figuerêdo de Siqueira

Resumo


Este texto tem como objetivo refletir sobre os desafios docentes na Educação Infantil que emergem no contexto de pandemia. Observa-se que tensões históricas da Educação Infantil tomam contornos ainda mais complexos nessa situação de crise. Reflexões sobre a função da creche e da pré-escola e a especificidade do trabalho educativo com as crianças pequenas mostram-se extremamente relevantes. Como metodologia para a construção desse debate, foram realizadas trocas de cartas entre duas colegas de turma da graduação em Pedagogia e participantes do mesmo grupo de pesquisa, que tem privilegiado estudos e investigações no campo da Educação Infantil. As cartas criam possibilidades de diálogos, de construção de elos entre os sujeitos e a história. Dentro desse contexto atual, as experiências educativas mostram-se mais fragilizadas, marcadas por uma lógica escolarizante e transmissiva. Aqui parte-se da noção do professor como um intelectual, autor do seu trabalho para a construção de uma prática que respeite as crianças como sujeitos históricos, ativos, que inventam esse mundo.


Palavras-chave


Formação docente; Práticas pedagógicas; Educação Infantil; Pandemia.

Texto completo:

PDF

Referências


ALTIMIR, D. Escutar para documentar. In: MELLO, S.A.; BARBOSA, M. C. S.;BAZÍLIO, L. C.; KRAMER, S. Infância, Educação e Direitos Humanos. São Paulo: Cortez, 2011.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. 1988.

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Resolução CNE/CEB 5/2009. Diário Oficial da União, Brasília, 18 de Dezembro de 2009, Seção 1, p. 18.

BRASIL. Lei de Diretrizes e bases da Educação Nacional, LDB. Lei Federal nº. 9.294, de 26 de dezembro de 1996.

CORSINO, P. Limites e possibilidades da literatura infantil para as crianças de 0 a 6 anos de idade. In: KRAMER, Sonia (org.) Educação Infantil: catálogo de documentos: pesquisas, monografias, textos de apoio e projetos de extensão. Rio de Janeiro: PUC-Rio, 2003. CD-Rom.

FARIA, A. L. (Orgs.). Documentação Pedagógica: teoria e prática. São Carlos: Pedro & João Editores, 2017.

FREITAS, M. T. A. Leitura, Escrita, Formação de Professores: velhos temas de pesquisa numa “e-ntrevista” em novo formato. TEIAS: Rio de Janeiro, ano 3, nº 5, jan/jun 2002.

JOBIM E SOUZA, S; KRAMER, S. História de Professores: leitura, escrita e pesquisa em educação. Rio de Janeiro: Ática, 1996.

KRAMER, S. Direitos da criança e projeto político-pedagógico de educação infantil. In:

KRAMER, S. Retratos de um desafio: crianças e adultos na educação infantil. São Paulo: Ática, 2009.

NUNES, M. F. R. Educação Infantil: instituições, funções e propostas. In: O cotidiano na Educação Infantil. Boletim 23. Novembro de 2006. Salto para o Futuro.




DOI: http://dx.doi.org/10.33025/praticasei.v5i6.2939

Apontamentos

  • Não há apontamentos.