TECITURAS DE UMA EXPERIÊNCIA COMO PROFESSORA DA EDUCAÇÃO INFANTIL E COMO PROFESSORA ARTICULADORA NO TRABALHO REMOTO EM TEMPOS DE PANDEMIA NO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO

Ana Paula Lima da Silva

Resumo


Este artigo apresenta um relato de experiência a partir da relação vivenciada por uma professora de Educação Infantil, também professora articuladora, no exercício de sua dupla função no trabalho remoto em tempos de pandemia, no contexto da Covid-19, em uma unidade de Educação Infantil do município do Rio de Janeiro. Este trabalho tem como objetivo refletir sobre as estratégias encontradas para a manutenção dos vínculos afetivos com as crianças e com as suas famílias, no necessário período de distanciamento social. Por meio de um diálogo entre documentos oficiais sobre a Educação infantil (BRASIL, 1996; 2010), Paulo Freire (1996; 2014) e Friedmann (2020), L`Ecuyer (2019), Martins Filho (2020) e Rinaldi (2014), apresentamos os caminhos encontrados para dar suporte à equipe pedagógica e discutirmos como as professoras têm estabelecido relação com as crianças e com as famílias por meio das redes sociais para contar histórias, cantar músicas, propor brincadeiras e orientar as famílias, respeitando o espaço doméstico. Consideramos que essas ações não têm a pretensão de substituir o papel da Educação Infantil, que se faz no coletivo.

Palavras-chave


Educação Infantil; Trabalho Remoto; Pandemia.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Brasília: MEC/SEB, 2010.

BRASIL. Leis de Diretrizes e Bases da Educação Nacional nº 9.394/1996. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/lei9394_ldbn1.pdf. Acesso em 13 jul. 2020.

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO (Rio de Janeiro). Deliberação nº 39 de 02/04/2020. Orienta as instituições do Sistema Municipal de Ensino do Rio de Janeiro sobre a realização de atividades escolares em regime especial domiciliar, em caráter excepcional, no período em que permanecerem em isolamento social fixado pelas autoridades municipais e pela comunidade médico-científica, em razão da necessidade de prevenção e combate ao COVID-19 - Coronavírus. Disponível em: https://www.legisweb.com.br/legislacao/?id=392540. Acesso em 13 ago. 2020.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da esperança: um reencontro com a Pedagogia do oprimido. São Paulo: Paz e Terra, 2014.

FRIEDMANN, Adriana. A vez e a voz das crianças: escutas antropológicas e poéticas das infâncias. São Paulo: Panda Books, 2020.

L`ECUYER, Catherine. Educar na realidade. São Paulo: Edições Loyola, 2019.

MARTINS FILHO, Altino José. Minúcias da vida cotidiana no fazer-fazendo da docência na Educação Infantil. Florianópolis: Insular, 2020.

RINALDI, Carla. Diálogos com Reggio Emilia: escutar, investigar e aprender. São Paulo: Paz e Terra, 2014.

ROSA, João Guimarães. Grande Sertão: Veredas. 19. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.