CULTURA AFRO-BRASILEIRA: A CAPOEIRA NA ESCOLA E NA EDUCAÇÃO FÍSICA

Gabriela Simões Silva, Cindy Valim de Souza, Thamires Cecílio Melo Ribeiro, Elizangela Cely da Silva Oliveira

Resumo


A lei 10.639/03 torna obrigatório o ensino da história e cultura afro-brasileira em todas as escolas, do ensino fundamental até o ensino médio. A capoeira é uma luta com expressão cultural afro-brasileira, na qual seria possível observar sua inserção nas aulas de Educação Física (EF). A pesquisa objetivou analisar como praticantes de capoeira experientes avaliam a inserção ou não inserção da capoeira no ambiente escolar. Adotou-se uma abordagem qualitativa, de natureza exploratória. Além disso, caracteriza-se como um estudo de caso. Os resultados mostraram que o ensino e a prática da capoeira na escola ainda é fruto de iniciativas individuais de alguns professores. Não há inserção da capoeira, nem da cultura afro-brasileira, principalmente por preconceito, associando-as com religiões de matriz africanas. Conclui-se que ainda é preciso trilhar um caminho árduo para inserção da capoeira no currículo de EF para além das datas comemorativas e iniciativas individuais.


Palavras-chave


Cultura corporal; Lei 10.639/03; Preconceito; Capoeira.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE, W. N. de et al. Capoeira, religião e religiosidade: limites e possibilidades da capoeira como temática do conteúdo luta nas aulas de educação física escolar. 2012, p.6. Disponível em: . Acesso em: 30 set. 2019.

BARBOSA, S. C. et al. A esportivização da Educação Física no ambiente escolar. Revista Digital: EFDeportes.com, Buenos Aires, año 14, nº 133, jun., 2009.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. 6. ed. Lisboa: Edições 70, 2011. 280 p.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases. Lei nº 9.394/96, de 20 de dezembro de 1996.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: Educação Física/ Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/ SEF, 1997.

BRASIL. Ministério da Educação. Orientações e Ações para Educação das Relações Étnico-Raciais. Brasília: SECAD, 2006.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular: Ensino Médio. Brasília: MEC/Secretaria de Educação Básica, 2018.

CARDOSO, M. A. Cultura Afro-brasileira. UNITAS: Revista Eletrônica de Teologia e Ciências das Religiões, Vitória - ES, v. 5, n. 2, p. 204-213, ago. 2017.

COLETIVO DE AUTORES. Metodologia do ensino de Educação Física. São Paulo: Cortez, 1992.

DAOLIO, J. A antropologia social e a educação física: possibilidades de encontro. In: CARVALHO, Y. M. de; RUBIO, K. (Orgs.). Educação física e ciências humanas. São Paulo: Hucitec, 2001. p. 27-38.

Entrevistas sobre Capoeira. Entrevista A e B. [out. 2018]. Entrevistadora: Gabriela Simões Silva. Rio de Janeiro, 2018. 1 arquivo Word. A entrevista na íntegra encontra-se transcrita com as pesquisadoras.

Entrevistas sobre a prática docente. Entrevista I e II. [out. 2018]. Entrevistadora: Cindy Valim de Souza. Rio de Janeiro, 2018. 1 arquivo Word. A entrevista na íntegra encontra-se transcrita com as pesquisadoras.

FERREIRA, H. S. As lutas na educação física escolar. Revista de Educação Física, nº 135, p. 36-44, nov., 2006.

JANNUZZI, L. Nas voltas que o mundo deu, nas voltas que o mundo dá. Capoeira: dança, luta, jogo, arte ou educação física?. 2007. 54 f. Monografia (Graduação) – Licenciatura Plena em Educação Física, UNIPINHAL, Espírito Santo do Pinhal – São Paulo, 2007.

SANTOS, G. O. Alguns sentidos e significados da capoeira, da linguagem corporal, da Educação Física. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, v. 30, n. 2, 2009.

SANTOS, L. C. de L. et al. Dificuldades quanto a debates na escola acerca da cultura afro-brasileira. II CONEDU – Congresso Nacional de Educação, 2014.

SEARA, E. C. R. A capoeira nas aulas de educação física: vivências e discussões a partir da abordagem crítica emancipatória. Revista Digital, EFDesportes.com, Buenos Aires, año 14, n. 135, ago., 2009.

SILVA, R. da; BORGES, G. A. Jogos e manifestações corporais da cultura afro-brasileira e africana no contexto da educação física escolar. Os desafios da escola pública paranaense na perspectiva do professor PDE. Caderno PDE, versão online. Governo do Estado, Secretaria de Educação, Paraná, v. 1, 2014.

SILVA, T. F. da. A capoeira como estratégia de intervenção para modificar o comportamento social de jovens da comunidade Matinha do município de Teófilo Otoni-Minas Gerais. 2017. 31 f. TCC (Especialização) - Curso de Especialização Estratégia Saúde da Família, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte - Minas Gerais, 2017.

SILVEIRA, D. T.; CÓRDOVA, F. P. A pesquisa científica. In: GERHARDT, T. E.; SILVEIRA, D. T. (Org.). Métodos de Pesquisa. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2009. Cap. 2. p. 31-41.

THOMAS, J. R.; NELSON, J. K.; SILVERMAN, S. J. Introdução à Pesquisa em Atividade Física. In: THOMAS, J. R.; NELSON, J. K.; SILVERMAN, S. J. Métodos de Pesquisa em Atividade Física. 6. ed. Porto Alegre: Artmed, 2012. Cap. 1. p. 23-44.

TRINDADE, C. R. da.; VERÍSSIMO, K. D. C. A lei 10.639/03: os desafios docentes e a prática pedagógica em torno da recepção e identificação dos alunos a respeito do ensino de história e cultura afro-brasileira e africana em sala de aula. II CONEDU – Congresso Nacional de Educação, 2015.

VIEIRA, S. L. de S. Capoeira – origem e história. In: Da capoeira como patrimônio cultural. PUC/SP, p. 01-39, 2004. Disponível em: . Acesso em: 30 set. 2019.




DOI: http://dx.doi.org/10.33025/tefe.v4i2.2247

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2525-5916

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.