A MOTIVAÇÃO NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA NO ENSINO MÉDIO

Victor Matheus Lopes Martinez, Fernando Edi Chaves

Resumo


Este estudo trata sobre a motivação de alunos para participarem das suas aulas de Educação Física no Ensino Médio. Para tanto, foi realizada uma pesquisa de cunho qualitativo envolvendo 20 alunos do 3° ano do Ensino Médio de uma Escola da cidade de Porto Alegre/RS. O estudo em questão teve como objetivo geral identificar os fatores motivacionais dos alunos nas aulas de Educação Física no Ensino Médio na referida Escola. A coleta dos dados nos revelou que a maioria dos alunos são motivados intrinsecamente, porém há também a motivação extrínseca, principalmente pela nota a ser atingida. Quanto à desmotivação, esta foi percebida em alguns alunos devido a falta de variedade nas aulas aplicadas. Conclui-se então que o professor, suas aulas e os conteúdos desenvolvidos nelas têm influência direta na motivação dos alunos em participar das aulas de Educação Física.


Palavras-chave


Motivação; Educação Física; Ensino Médio

Texto completo:

PDF

Referências


BALBINOTTI M. A. A., ZAMBONATO F., M. L. L. BARBOSA, R. P. SALDANHA & C. A. A. BALBINOTTI. Motivação à prática regular de atividades físicas e esportivas: um estudo comparativo entre estudantes com sobrepeso, obesos e eutróficos. Motriz, Rio Claro, v.17 n.3, p.384-394, jul./set. 2011.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BRASIL. Secretaria de Educação Básica. Ministério da Educação. Orientações Curriculares para o Ensino Médio – Linguagens, códigos e suas tecnologias. Brasília, 2006.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Educação é a Base. Brasília, MEC/CONSED/UNDIME,2017. Disponível em: < 568 http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_publicacao.pdf>.

BRASIL. Ministério da Educação. Novo Ensino Médio. Brasília, 2018. Disponível em: http://novoensinomedio.mec.gov.br/

DA SILVA, Ana Beatriz. A motivação dos alunos nas aulas de Educação Física no Ensino Médio. Monografia (Trabalho de Conclusão de Curso) – Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, RS, 2017.

DECI, E, RYAN, RM. Intrinsic motivation and self-determination in human behavior. New York: Plenum Press; 1985.

DECI; FLASTE. Why We Do What We Do: understandig self-motivation. Penguin Books, 1995.

ENGELMANN, Erico. A motivação de alunos dos cursos de artes de uma Universidade Pública do Norte do Paraná. Dissertação (mestrado) – Universidade Estadual de Londrina, PR, 2010

FERNANDES, Helder Miguel; VASCONCELO-RAPOSO, José. Continuum de Auto-Determinação: validade para a sua aplicação no contexto desportivo. Estud. psicol. (Natal), Natal, v. 10, n. 3, p. 385-395, Dec. 2005.

KOBAL, Marilia Correa. Motivação intrínseca e extrínseca nas aulas de Educação Física. 1996. 176f. Dissertação (mestrado) – Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação Física, Campinas, SP.

KRAWCZYK, Nora. Reflexão sobre alguns desafios do ensino médio no Brasil hoje. Cadernos de pesquisa v.41 n.144 set./dez. 2011.

MAXIMIANO, A. Teoria Geral da Administração. São Paulo. Editora Atlas, 2004.

OLIVEIRA, Eduardo Henrique de. Motivação nas Aulas de Educação Física: perspectiva dos alunos do ensino fundamental. 2018. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2018.

OLIVEIRA, Maria de. Como fazer pesquisa qualitativa. 3. Ed. Revista e ampliada – Petropólis, RJ: Vozes, 2005.

PALUDO, Daniela Prado. A motivação das Aulas de Educação Física para Estudantes do Ensino Médio. Monografia (Trabalho de Conclusão de Curso) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, 2015.

PIZANI et al. (Des) motivação na Educação Física escolar: uma análise a partir da teoria da autodeterminação. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, vol. 38, n. 3, p. 259 – 266, jul – set. 2016.

POPE C, MAYS N, organizadores. 3ª ed. Pesquisa Qualitativa na Atenção à Saúde. Porto Alegre: Artmed, 2009.

ROSS, J.G.; GILBERT, G.G. The national children and youth fitness study: a summary of finding. Journal of Physical Education, Recreation and Dance, v.56, n.1, p.45-50, 1985.

SAMULSKI, Dietmar Martin. Psicologia do Esporte: teoria e aplicação prática. 1. Ed. Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, 1992. 167 p.

SILVA, Adriana Lúcia Leal da. Fatores Motivacionais a Prática das Aulas de Educação Física dos Estudantes do Ensino Médio, das Escolas Públicas Estaduais da Cidade de Humaitá-AM. 2018.174 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Humanidades) – Instituto de Educação, Agricultura e Ambiente, Humaitá, Amazonas, 2018.

WEINBERG, Robert S.; GOULD, Daniel. Fundamentos da Psicologia do Esporte e do Exercício. 2. Ed. Porto Alegre: Artmed, 2001.




DOI: http://dx.doi.org/10.33025/tefe.v5i1.2348

Apontamentos



ISSN 2525-5916

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.