O CONCEITO AMPLIADO DE SAÚDE NO CHÃO DA QUADRA: DESAFIOS E POSSIBILIDADES NO CONTEXTO DA PANDEMIA DE COVID-19

Bruno dos Santos Gouvêa

Resumo


O objetivo deste ensaio é analisar a abordagem do conceito ampliado de saúde nas aulas de Educação Física Escolar (EFE), conciliando construtos de uma teoria sociognitivista e elementos do ideário da promoção da saúde, e cujo contexto é a pandemia de COVID-19. Na primeira parte, analisamos contribuições para pensar a saúde, a partir do Caderno Temático: práticas corporais, atividade física e lazer (BRASIL, 2015). Na segunda parte, descrevemos como a autoeficácia e a autorregulação auxiliam a desenvolver o autocuidado e o empoderamento social para viver bem e com saúde. Na terceira parte, apresentamos possibilidades pedagógicas de tematizar a saúde, por meio de um produto educacional e de reflexões de um professor-pesquisador.  A Teoria Social Cognitiva e o Caderno Temático enunciam conceitos que favorecem um ensino crítico, reflexivo e dialógico, de acordo com as noções de promoção de saúde e com uma compreensão multifatorial das relações entre atividade física e saúde.

Palavras-chave


Educação Física Escolar; Educação em Saúde; Promoção de Saúde; Prática Pedagógica; Pandemia.

Texto completo:

PDF

Referências


ALLISON, Kenneth R. et al. Male adolescent´s reasons for participating in physical activity, barriers to participation, and suggestions for increasing participation. Adolescence, v. 40, n. 157, 2005. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/7875818_Male_adolescents'_reasons_for_participating_in_physical_activity_barriers_to_participation_and_suggestions_for_increasing_participation. Acesso em 05 de junho de 2020.

BANDURA, Albert. Health promotion by social cognitive means. Health Education & Behavior, 31, 143-164, 2004. Disponível em: https://www.uky.edu/~eushe2/Bandura/Bandura2004HEB.pdf. Acesso em: 22 de setembro de 2020.

BANDURA, Albert. Health promotion from the perspective of social cognitive theory. Psychology and health, v. 13, n. 4, p. 623-649, 1998. Disponível: https://www.uky.edu/~eushe2/Bandura/Bandura1998PH.pdf. Acesso em: 13 de março de 2020.

BANDURA, Albert. Self-efficacy: the exercise of control. New York: Freeman, 1997.

BANDURA, Albert. Social cognitive theory in cultural context. Applied psychology, v. 51, n. 2, p. 269-290, 2002. Disponível em: https://www.uky.edu/~eushe2/Bandura/Bandura2002AP.pdf. Acesso em: 21 de outubro de 2020.

BANDURA, Albert. Toward a psychology of human agency: Pathways and reflections. Perspectives on Psychological Science, v. 13, n. 2, p. 130-136, 2018. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/32408531 7TowardaPsychologyofHumanAgencyPathwaysandReflections. Acesso em: 20 de maio de 2020.

BILIBIO, Luiz Fernando Silva; DAMICO, José Geraldo Soares. Carta a um jovem professor. Cadernos de formação RBCE, v. 2, n. 2, 2011. Disponível em: http://revista.cbce.org.br/index.php/cadernos/article/view/1258. Acesso em: 18 de setembro de 2020.

BUSS et al. Promoção da saúde e qualidade de vida: Uma perspectiva histórica ao longo dos últimos 40 anos (1980-2020). Ciência & Saúde Coletiva, 2020. Disponível em: http://www.cienciaesaudecoletiva.com.br/artigos/promocao-da-saude-e-qualidade-de-vida-uma-perspectiva-historica-ao-longo-dos-ultimos-40-anos-19802020/17595. Acesso em: 28 de agosto de 2020.

BORUCHOVITCH, Evely. Autorregulação da aprendizagem: contribuições da psicologia educacional para a formação de professores. Psicologia Escolar e Educacional, v. 18, n. 3, p. 401-409, 2014. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S141385572014000300401&lng=en&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em: 16 de setembro de 2020.

BOURNE, Jessica et al. The relationship between transformational teaching and adolescent physical activity: The mediating roles of personal and relational efficacy beliefs. Journal of Health Psychology, v. 20, n. 2, p. 132-143, 2015. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/256931789_The_Relationship_Between_Transformational_Teaching_and_Adolescent_Physical_Activity_The_Mediating_Roles_of_Personal_and_Relational_Efficacy_Beliefs. Acesso em: 01 de setembro de 2020.

BRACHT, Valter. A educação física escolar no Brasil: o que ela vem sendo e o que pode ser (elementos de uma teoria para a Educação Física). Ijuí, RS: Unijuí, 2019.

BRASIL, Ministério da Saúde: Biblioteca Virtual em Saúde. CONFERÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE, 8., 1986, Brasília. Relatório final. Ministério da Saúde: Brasília, 1986. Disponível: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/8_conferencia_nacional_saude_relatorio_final.pdf. Acesso em: 27 de outubro de 2020.

BRASIL, Ministério da Saúde: Secretarias de Políticas de Saúde. Projeto Promoção da Saúde. As Cartas da Promoção da Saúde. Ministério da Saúde, Brasília: 2002. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/cartas_promocao.pdf. Acesso em: 28 de outubro de 2020.

BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Guia alimentar para a população brasileira. Ministério da Saúde, 2014. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/guia_alimentar_populacao_brasileira_2ed.pdf. Acesso em: 24 de outubro de 2020.

BRASIL, Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Caderno Temático: práticas corporais, atividade física e lazer (versão preliminar). Brasília: Ministério da Saúde, 2015, 35 p. Disponível em: http://189.28.128.100/dab/docs/portaldab/documentos/caderno_praticas_corporais_atividade-fisica_lazer.pdf. Acesso em: 25 de agosto de 2020.

BUSS, Paulo Marchiori; PELLEGRINI FILHO, Alberto. A saúde e seus determinantes sociais. Physis: revista de saúde coletiva, v. 17, p. 77-93, 2007. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=s010373312007000100006&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 01 de setembro de 2020.

CARVALHO, Yara. O “mito” da atividade física e saúde. São Paulo, SP: Hucitec, 2016.

CARVALHO, Natécia Alves de. Abordagem pedagógica de temáticas da saúde nas aulas de educação física escolar. 2012. 159 f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Programa associado de pós-graduação em Educação Física da UPE/UFPB. Recife/João Pessoa, 2012. Disponível: http://cev.org.br/biblioteca/abordagem-pedagogica-tematicas-saude-nas-aulas-educacao-fisica-escolar/. Acesso em: 13 de outubro de 2020.

CASTORIADIS, C. Encruzilhadas do labirinto. Rio de Janeiro: Paz & Terra, 1987.

CLARK, Noreen M.; ZIMMERMAN, Barry J. A social cognitive view of self-regulated learning about health. Health Education Research, v. 5, n. 3, p. 371-379, 1990. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/249278915_A_Social_Cognitive_View_of_Self-Regulated_Learning_About_Health. Acesso em: 19 de outubro de 2020.

DWYER, John JM et al. Adolescents ‘self-efficacy to overcome barriers to physical activity scale. Research quarterly for exercise and sport, v. 83, n. 4, p. 513-521, 2012. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/234118031_Adolescents'_Self-efficacy_to_overcome_barriers_to_physical_activity_scale_SOBPAS. Acesso em: 11 de junho de 2020.

FARINATTI, Paulo de Tarso Veras; FERREIRA, Marcos Santos. Saúde, promoção da saúde e educação física: conceitos, princípios e aplicações. Ed. UERJ, 2006.

FLEURI, Reinaldo Matias. Educação intercultural: a construção da identidade e da diferença nos movimentos sociais. Perspectiva, v. 20, n. 2, p. 405-423, 2002. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/perspectiva/article/download/10410/10007/31669 Acesso em: 29 de outubro de 2020.

FRAGA, Alex Branco. Promoção da vida ativa: nova ordem físico-sanitária na educação dos corpos contemporâneos. In: PALMA, Alexandre; ESTEVÃO, Adriana; DA ROS, Marco (Org.). A saúde em debate na educação física – volume 2. Blumenau: Nova Letra, 2006, p.105-120.

GOUVÊA, Bruno dos Santos; SILVA, Katia Regina Xavier da. Proposta de ensino de conceitos de saúde nas aulas de Educação Física pela abordagem da teoria social cognitiva. Motrivivência (Florianópolis), p. [1-21], 2019. Disponível: https://periodicos.ufsc.br/index.php/motrivivencia/article/view/2175-042.2019e59662. Acesso em: 27 de outubro de 2020.

GOUVÊA. Bruno S. Caderno de atividades com orientação para o professor: As escolhas de Augustinho: uma história ferramenta para discutir conceitos de saúde na escola. Mestrado Profissional em Práticas de Educação Básica – Colégio Pedro II. Rio de Janeiro, 2017.

JACKSON, Ben et al. Relational efficacy beliefs in physical activity classes: A test of the tripartite model. Journal of Sport and Exercise Psychology, v. 34, n. 3, p. 285-304, 2012. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/225302287_Relational_Efficacy_Beliefs_in_Physical_Activity_Classes_A_Test_of_the_Tripartite_Model. Acesso em: 01 de setembro de 2020.

KNUTH, Alan; LOCH, Mathias. “Saúde é o que interessa, o resto não tem pressa”? Um ensaio sobre educação física e saúde na escola. Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde, v. 19, n. 4, p. 429-429, 2014. Disponível: https://rbafs.org.br/RBAFS/article/view/3095. Acesso em: 29 de outubro de 2020.

MEZZAROBA, Cristiano. Ampliando o olhar sobre saúde na Educação Física escolar: críticas e possibilidades no diálogo com o tema do meio-ambiente a partir da Saúde Coletiva. Motrivivência, 2012. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/motrivivencia/article/view/21758042.2012v24n38p231. Acesso em: 29 de outubro de 2020.

PIGGINS, Joe. What is physical activity? A holistic definition for teachers, researchers, and policy makers. Fronteiros in Sports and Active Living, 2020. Disponível em: https://www.frontiersin.org/articles/10.3389/fspor.2020.00072/full. Acesso em 29 de setembro de 2020.

PNUD. Movimento é vida: atividades físicas e esportivas para todas as pessoas. Relatório Nacional de Desenvolvimento Humano do Brasil. Brasília: PNUD, 2017.

SCHUNK, Dale H.; MEECE, Judith L. Self-efficacy development in adolescence. In: PAJARES, Frank; URDAN, Timothy (Org.). Self-efficacy beliefs of adolescents. Greenwich, CT: Information Age, 2006, v. 5, p. 71-96. Disponível em: http://www.uky.edu/~eushe2/Pajares/03SchunkMeeceAdoEd5.pdf. Acesso em: 16 de setembro de 2020.

ZIMMERMAN, Barry J. Becoming a self-regulated learner: An overview. Theory into practice, v. 41, n. 2, p. 64-70, 2002. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/237065878_Becoming_a_SelfRegulated_Learner_An_Overview. Acesso em: 16 de setembro de 2020.




DOI: http://dx.doi.org/10.33025/tefe.v5i2.3029

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2525-5916

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.