ESPIANDO PELAS FRESTAS DE UM GRUPO DE PESQUISA: DIÁLOGOS SOBRE EDUCAÇÃO ESTÉTICA, ARTE E FORMAÇÃO DE PROFESSORES

Michelle Dantas Ferreira

Resumo


Fazer parte de um grupo de pesquisa não é só compartilhar memórias, mas costurar histórias e dividir incertezas acerca dos caminhos. O FRESTAS se propõe a pensar questões sobre a ótica de uma Educação Estética, das sensibilidades, ressaltando as vivências corporais, artísticas, afetivas de crianças e adultos, procurando entender como essas experiências afetam de fato às práticas docentes e a aprendizagem discente.


Palavras-chave


Educação Estética, Arte, Formação, Vivências, Cultura

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Rubem. Educação dos sentidos e mais... 10ª ed. Campinas, SP: Versus Editora, 2014.

DUARTE JUNIOR, João Francisco. O sentido dos sentidos: a educação (do) sensível. 234f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2000.

_______________. A montanha e o videogame: escritos sobre educação. Campinas-SP: Papirus, 2010, p. 30-31.

EISNER, Elliot E. O que pode a educação aprender das artes sobre a prática da educação? Currículo sem Fronteiras, v. 8, n. 2, p. 5-17, jul.-dez. 2008. Disponível em: http://www.curriculosemfronteiras.org/vol8iss2articles/eisner.pdf

FERREIRA, Luciana Haddad (ORG.). Arte de olhar: percursos em educação. São Paulo: Ed. Ilion, 2011.

______________. Educação Estética e prática docente: exercício de sensibilidade e formação. 2014. 335 f. Tese (Doutorado) – Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas, SP. 2014.

FERREIRA, Luciana Haddad; PRADO, Guilherme do Val Toledo; ARAGÃO, Ana Maria Falcão de. A formação do professor por suas narrativas: desafios da docência. Revista Hipótese. Itapetininga, v. 1, n. 4, p. 204-227, 2015.

GUEDES, Adrianne Ogêda. et al. Um curso em formação: corpo, arte e natureza – UNIRIO. Revista Interinstitucional Artes de Educar, Rio de Janeiro, v. 1, n.3, p. 420-436, out. 2015 – jan. 2016. Disponível em: http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/riae/issue/view/V.%201%2C%20N.%203/showToc. Acesso em: 18 de setembro de 2016.

JOSSO, Marie-Christine. Experiências de vida e formação. São Paulo: Cortez, 2004.

LARROSA, Jorge. Tremores: escritos sobre experiência. Belo Horizonte: Autêntica, 2014.

________________. Tempos, espaços, materialidades e sujeitos no trabalho artístico e educativo. Sala de Leitura da Cidade das Artes, 2016 (curso oferecido).

OSTETTO, Luciana E. Danças Circulares na formação de professores: a inteireza de ser na roda. Florianópolis, SC: Letras Contemporâneas, 2014.

OSTETTO, Luciana E.; LEITE, Maria Isabel (ORGS.). Museu, Educação e Cultura: encontros de crianças e professores com a arte. 3ª ed. Campinas, SP: Papirus, 2010.

SOARES, Maria Luiza Passos. Educação Estética: investigando possibilidades a partir de um grupo de professoras. 2008. 102 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade do Vale do Itajaí, Faculdade de Educação, Itajaí, SC. 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2447-0694

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.