CPII homenageia Alunos Pena de Ouro e Eminentes


Alunos Pena de Ouro e Alunos Eminentes participaram de cerimônia no Salão Nobre

Uma noite marcada pelo encontro de gerações e por grandes recordações. Assim foi a cerimônia que homenageou os Alunos Pena de Ouro 2015 e Alunos Eminentes 2016, nesta terça-feira, 23/3, no Salão Nobre do Campus Centro. Nove alunos que se formaram em 2015, com a melhor média geral durante o Ensino Médio, receberam a Pena de Ouro em cerimônia conjunta com a entrega do título de Aluno Eminente a quatro ex-alunos que se destacaram em suas carreiras profissionais.   

 

Durante a abertura do evento, o reitor Oscar Halac destacou que, em seus 178 anos, o Colégio Pedro II ajudou a inventar o Brasil, sendo uma instituição marcada pela sensibilidade e constituindo-se um espaço de memórias. “Ao olharmos para os homenageados desta noite, vemos cidadãos com características bem diferentes. E apesar das diferenças, todos têm em comum o êxito acadêmico e profissional alcançado com a contribuição do Colégio Pedro II. O nome disso é igualdade, a medida comum da democracia”, declarou. Halac destacou ainda a capacidade do CPII de ser uma escola pública que sabe se reinventar ao longo do tempo com o objetivo de responder às demandas da sociedade e, ainda, uma instituição compromissada com os princípios da democracia.

 


Os alunos Eminentes Carlos Eduardo Campista, Pedro Luís, George Ermakoff e o filho do professor Sidney Drago, Fabrício Drago

 

Alunos Eminentes

A cerimônia prosseguiu com a entrega dos títulos de Aluno Eminente ao escritor Carlos Eduardo Drummond Campista, ao empresário George Ermakoff, ao músico Pedro Luís Teixeira de Oliveira e ao professor, já falecido, Sidney Paulo Alves Drago, representado por seu filho Fabrício Drago.

 

Ao receber o título, Carlos Eduardo afirmou que desde sua formatura, guardava o desejo de integrar o seleto grupo dos Alunos Eminentes. Campista ressaltou que suas conquistas tiveram a força do Colégio Pedro II e que foi na escola que conheceu os autores da poesia romântica do século XIX que tanto o influenciariam. “Dentro do CPII, me tornei poeta”, contou.

 

Nascido na China e filho de russos que migraram para o Brasil, George Ermakoff se emocionou ao lembrar os esforços de sua mãe para que ele ingressasse no Colégio Pedro II.  O empresário também aproveitou o momento para parabenizar os Alunos Pena de Ouro. “Valorizem os seus pais, que com certeza fizeram muito para que vocês pudessem estar aqui hoje”, afirmou.

 

O cantor Pedro Luís revelou que seus pais e um de seus irmãos estudaram no Colégio Pedro II e que enquanto participou do coral do colégio deixou de ser um compositor solitário e começou a fazer parceiros na música. “Aqui estudei letra e música. Tenho muito orgulho de ter estudado aqui pelo tratamento humano no ensino. Com certeza irei enquadrar esse certificado em minha parede”, declarou. Ao final do evento, Pedro Luís encantou os amigos, familiares e servidores presentes na cerimônia cantando duas de suas canções, “Parte coração” e “Crise”.

 


Pedro Luís apresentou as canções 'Parte coração' e 'Crise'

 

Fabrício Drago se emocionou ao falar sobre a relação de seu pai, ex-aluno e professor de Física do Colégio Pedro II, Sidney Drago, com a Instituição. “O CPII foi tão importante para ele que ele quis retornar ao Colégio e ensinar como os seus professores o ensinaram. Ele teve diversos cargos, como coordenador de turma e chefe de disciplina. Era um funcionário público honesto e, em meio à crise que estamos vivendo, é o tipo de exemplo que o país precisa”, destacou.

 

Alunos Pena de Ouro

Em seguida, foi a vez dos ex-alunos Beatriz Elias Ribeiro (Campus Humaitá II), Fabiane Correa da Silva (Campus São Cristóvão III – Integrado), Gabriel Tavares de Almeida Pinto (Campus Engenho Novo II), Gabriel Laurentino Silva Henriques (Campus Tijuca II), Igor Barcelos de Araújo (Campus Duque de Caxias), João Rogério B. de Amorim Rodrigues (Campus Realengo II), Mariana Firmo Gomes (Campus Centro), Tiago Luís Marques Monteiro Vieira (Campus Niterói) e Vitor Luiz Pinto Depina Ferreira (Campus São Cristóvão III) receberem o título de Aluno Pena de Ouro.

 

Cada diretor-geral de homenageou seu ex-aluno relatando seus êxitos acadêmicos e destacando suas características mais marcantes. Em seguida, a pena de ouro foi entregue aos homenageados pelos alunos Pena de Ouro do ano de 2014. Conheça um pouco sobre os alunos Pena de Ouro 2015:

 


Beatriz Elias Ribeiro, 18 anos – Campus Humaitá II

Estudou no CPII por 12 anos, desde a alfabetização, e é filha da professora Carmem Teresa Elias. Durante esse tempo teve vários textos publicados, prefaciou três livros e conquistou medalhas em olimpíadas científicas. “Tenho muito orgulho de pertencer a esta família que é o CPII, minha sensação é de dever cumprido”, afirmou. Beatriz irá cursar Medicina na UFRJ.

 

 


Fabiane Correa da Silva,
19 anos – Campus São Cristóvão III - Integrado

Estudou no CPII desde o 6º ano e na 1ª série optou pelo curso técnico em Meio Ambiente. Decidiu seguir carreira na área e vai cursar Engenharia Ambiental na UFRJ. “Para mim foram anos maravilhosos, uma grande oportunidade. O conhecimento que eu adquiri fez com que eu me tornasse uma cidadã melhor. O Colégio vai estar na minha memória para sempre”, garantiu.

 

 


Gabriel Tavares de Almeida Pinto,
18 anos – Campus Engenho Novo II

Gabriel entrou no CPII no 6º ano e irá cursar engenharia Química, na UFF.  Muito companheiro, Gabriel esteve à frente de debates e reivindicações que tratavam do bem comum. Para ele, que saiu de uma escola municipal, ingressar no CPII foi um grande desafio. “Foi uma grande oportunidade para mim. Colhi bons frutos, tenho muita gratidão e orgulho por fazer parte do CPII. O Colégio possui muitos professores competentes”, disse.

 

 


Gabriel Laurentino Silva Henriques, 18 anos - Campus Tijuca II

Gabriel ingressou no Colégio Pedro II em 2009, no 6º ano. Foi aprovado no curso de Engenharia de Controle e Automação da UFRJ, mas decidiu se preparar durante o ano de 2016 para as provas de admissão do IME e ITA. Sobre os anos que passou no CPII, Gabriel é categórico: “Para além o ensino científico, o ensino cidadão foi o que mais me marcou”.

 

 


Igor Barcelos de Araújo, 18 anos – Campus Duque de Caxias

Igor entrou no CPII na 1ª série. Ao se formar, garantiu vaga nos cursos de Medicina da UERJ e da UFRJ, optando pela UERJ. Com média geral 9,7, Igor conta que as experiências fora das atividades regulares de sala de aula foram muito importantes. “Crescemos como cidadãos e aprendemos a nos relacionar com o outro. Os projetos pedagógicos, como as feiras de línguas, eram incríveis”, destacou.

 

 


João Rogério B. de Amorim Rodrigues, 17 anos – Campus Realengo II

João começou a estudar no CPII na 1ª série. Ao concluir o Ensino Médio prestou vestibular para Química, passando para a UERJ e UFRJ, optando por cursar o bacharelado nesta última. Durante a cerimônia, o estudante emocionou a todos ao ler uma poesia de sua autoria sobre a importância do amor. “Levo o carinho e a fraternidade dos amigos, professores e da família CPII, que me apoiaram em diversos momentos”, disse.

 

 


Mariana Firmo Gomes, 18 anos – Campus Centro

Ingressou na 1ª série e ao terminar o Ensino Médio passou para o curso de Relações Internacionais na UFRJ e PUC-Rio como bolsista, optando pela universidade particular. Para Mariana, os anos no CPII foram os melhores de sua vida. “Os professores e alunos mudaram completamente a pessoa que eu sou hoje. Hoje tenho muito mais consciência política, sou uma pessoa mais completa. E, com certeza, quero repassar esse conhecimento, ajudar as pessoas. Nunca vou me esquecer”, declarou.

 


Tiago Luís Marques Monteiro Vieira, 17 anos – Campus Niterói

Ingressou na 1ª série e sempre se preocupou em ajudar seus colegas, tendo sido monitor de Física. Teve um ótimo desempenho acadêmico, participando de olimpíadas científicas, conquistando menções honrosas e medalhas. Passou para Engenharia Química na UFRJ e UFF, optando pela federal fluminense.  Para Tiago, o CPII foi uma segunda casa. “Não me importava de passar o dia inteiro na escola na companhia de meus amigos e professores”, contou.

 

 


Vitor Luiz Pinto Depina Ferreira,
17 anos – Campus São Cristóvão III

Entrou no CPII no 6º ano e, ao concluir o Ensino Médio, irá cursar Matemática Aplicada, na UFRJ. Vitor afirma que os sete anos que passou no CPII lhe trouxe grandes experiências. “O Colégio me trouxe grande formação como pessoa. Foi muito importante para minha vida, vou levar sempre comigo. Eu não esperava ganhar a Pena de Ouro, há alunos com notas muito boas e parecidas com as minhas, foi uma surpresa”, afirmou.

 

 

 

 

 

Comunicação Social

 

Acessos Hoje:6214  Total Acessos:6327560