Congresso Internacional da Abrafh conta com participação do CPII

(Foto/Divulgação): O reitor do Colégio Pedro II, Oscar Halac, participou da cerimônia de abertura da Abrafh, no dia 28 de junho

 

Na última semana, entre 28 de junho e 1 de julho, o reitor do Colégio Pedro II, Oscar Halac, participou da cerimônia de abertura do I Congresso Internacional da Associação Brasileira de Famílias Homoafetivas (Abrafh), que aconteceu no Teatro Carlos Gomes/RJ. O evento reuniu diversos palestrantes e debatedores para tratar de temas significativos e fundamentais de interesse das novas famílias brasileiras em toda sua pluralidade. A cerimônia contou com diversos representantes de entidades públicas e organizações da sociedade civil.

 


(Foto/Divulgação): O reitor do CPII, Oscar Halac, faz discurso na abertura do congresso

 

Em seu discurso, muito elogiado pelos participantes, Oscar Halac fez uma contextualização do papel da Educação na proteção das diversas configurações de família.


A cerimônia de abertura prosseguiu com a palestra da desembargadora aposentada do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul Maria Berenice Dias, atualmente presidente da Comissão de Diversidade Sexual do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Ela abordou o tema “Porque toda família merece proteção”.


Confira o discurso do reitor do CPII, Oscar Halac.


Em seguida, falaram o presidente da OAB-RJ, Felipe Santa Cruz; o coordenador especial da Diversidade do Rio de Janeiro, Carlos Tufvson; e o coordenador do Programa Rio sem Homofobia (RSH), Claudio Nascimento. A abertura do congresso contou ainda com uma programação cultural, com exposição de curta-metragens e apresentações de canto e dança dos artistas Erick Barbi, Laura Castro e Safira Benguell.


Mesa-redonda

No penúltimo dia do congresso, 30/6, o servidor do CPII Saulo Amorim participou da mesa-redonda sobre Educação, na qual foi debatido o tema "Como as escolas lidam com as novas famílias, as crianças e os adolescentes LGBTI". Ao seu lado, estavam a coordenadora nacional do grupo “Mães pela Diversidade”, Majú Giorgi; Alexya Salvador, mulher trans, mãe, professora e pastora da Igreja Cristã Metropolitana; e a doutora em Sociologia, Vera Marques, coordenadora do Núcleo de Gênero, Sexualidade e Desenvolvimento Humano da Fiocruz.

 Servidor do CPII Saulo Amorim, junto aos demais palestrantes na mesa-redonda sobre Educação: Majú Giorgi (esquerda), Helena Lacerda, Alexya Salvador e Vera Marques

 

Os participantes discutiram o papel da Educação sob as perspectivas do Direito, da Sociologia e da Pedagogia. Saulo Amorim, que também é ex-aluno do Colégio, falou sobre o papel que as instituições públicas de ensino prestam à sociedade na inclusão e no apoio à diversidade. O servidor emocionou a todos com seu relato pessoal sobre as dificuldades que enfrentou antes de entrar na Instituição, bem como o acolhimento que recebeu no período escolar.

 

O CPII apoiou o evento, que também contou com a parceria de outras entidades, entre elas a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-RJ), que sediou o congresso; a Organização dos Estados Americanos (OEA); e o Instituto Brasileiro de Direito de Família (IBDFAM). Além do apoio do governo do Canadá, da Escola Nacional de Saúde Pública - ENSP/FIOCRUZ, da Prefeitura do Rio de Janeiro, 15º Ofício de Notas, Tammuz e do Conselho Regional de Psicologia – Seção RJ.

 

CPII participa de congresso da Associação Brasileira de Famílias Homoafetivas

 

Comunicação Social

 

 

Acessos Hoje:18181  Total Acessos:29814473