CPII 180 anos: Modernização de bibliotecas e salas de leitura melhora atendimento ao público


Nos últimos três anos o Colégio Pedro II passou por uma modernização das bibliotecas e salas de leitura. Entre outras ações, foram inauguradas bibliotecas, adquiridos mobiliários e livros,  criada uma Seção de Bibliotecas e Salas de Leituras para gerenciar todo o sistema e adotado um novo software, o Koha, que facilitou a vida dos profissionais que atuam nas bibliotecas e dos usuários. O concurso para admissão de profissionais da área também merece destaque, uma vez que melhorou a qualidade do atendimento e dos produtos e serviços oferecidos à comunidade escolar.


A criação da Seção de Bibliotecas e Salas de Leitura, em 2014, sob a coordenação de um bibliotecário para a gestão foi fundamental para a modernização desse segmento. Como está dentro da Diretoria de Assistência Estudantil, da  Pró-Reitoria de Ensino (Proen), a seção dispõe de dotação orçamentária própria e dedica-se integralmente a organizar e sistematizar as ações coletivas. “Essa medida foi relevante para essa modernização porque medeia as relações e promove junto a Reitoria as demandas das bibliotecas e salas de leitura”, ressaltou a chefe da seção, Márcia Feijão.



FOTO: Servidores do CPII participam de capacitação  sobre o aplicativo Koha em 2015 (esquerda) e em 2017


O Sistema de Bibliotecas do colégio iniciou os testes com o software  Koha em 2014, seguidos da sua implantação em 2015. A partir daí o acervo ficou disponível para os usuários pelo Catálogo Online (OPAC),  facilitando a recuperação dos registros  para ajudar os usuários nas pesquisas por livros e produtos finais da pós-graduação.  Para as equipes, o Koha oferece cadastro de usuários, emissão de etiquetas, recibos e relatórios, além de interoperar dados com outras bibliotecas, tornado o empréstimo e a consulta automatizados.


A chegada de quase 40 novos servidores para as bibliotecas e salas de leitura possibilitou a qualificação do atendimento ao usuário e de produtos e serviços oferecidos, além de auxílio e integração com os profissionais que já trabalhavam na instituição. Boa parte dos novos auxiliares de bibliotecas, a maioria dos servidores, possui formação dentro da área de biblioteconomia e experiências em outras bibliotecas. Nos campi onde não existia bibliotecário, esse profissional possibilitou maior parceria com os alunos e desenvolvimento de atividades de fomento à leitura.


Inaugurações


FOTO: Inauguração da Biblioteca do Campus Duque de Caxias, em 2015   FOTO 2 Biblioteca do Campus São Cristóvão III, inaugurada em 2016, recebeu o nome da  professora de Português Clementina da Silva Dias


Outra importante ação para a modernização das bibliotecas e salas de leitura foi a aquisição de mais de 500 estantes, de tipos e cores diversas, que substituíram as antigas, que se encontravam em péssimo estado. Essa medida também possibilitou a inauguração de novas bibliotecas nos Campi Duque de Caxias, Niterói, São Cristóvão III e no Centro de Referência em Educação Infantil. 


“ A inauguração de novas bibliotecas nos últimos dois anos foi um enorme ganho para o CPII. Havia campus sem um local adequado de estudos, sem profissional e faltava espaço para organização de acervo e atividades de fomento à leitura, como contação de histórias e exposições”, enfatizou Márcia.


Antes e depois: Biblioteca do Campus São Cristóvão II ganhou novo mobiliário

 

Até 2014, o CPII não tinha como ação periódica adquirir novos livros para as bibliotecas e salas de leitura. Desde aquele ano, é realizada uma consulta por campus à comunidade escolar sobre a aquisição de novos livros. A consulta é feita por meio de listas de professores e sugestões nas bibliotecas. Os livros são adquiridos via pregão eletrônico e encaminhados às bibliotecas e salas de leitura. “Essa ação periódica possibilitou a renovação do acervo, através de títulos novos, e a troca de obras sem condições de uso”, observou Márcia.


Outro destaque foi a mediação do Projeto Competência em Informação, dos professores Nysia Sá, Marianna Zattar e Robson Costa.  O objetivo do projeto, que conta com a participação dos bibliotecários do Complexo São Cristóvão, é desenvolver a competência em informação em alunos da 1ª série do Ensino Médio do Curso de Meio Ambiente (Campus São Cristóvão III).


FOTO 1: Sala de Leitura Floresta de Livros, do Creir   FOTO 2: Sala de Leitura Sabor de Ler, do Campus  Engenho Novo I


O projeto está no terceiro ano de atividades e conta ainda com monitores do curso de Biblioteconomia e Gestão de Unidades de Informação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). “Cabe ressaltar que o Competência em Informação recebeu um prêmio da UFRJ como melhor projeto de extensão”, informou a chefe da Seção de Bibliotecas e Salas de Leitura.


Relatório de atividades da Seção de Bibliotecas e Salas de Leitura – 1º semestre 2017

 

CPII 180 anos: colégio alia tradição a nova visão de gestão e transparência

CPII 180 anos: comunidade tem participação inédita em nova política pedagógica e institucional

CPII 180 anos: colégio abre as portas à comunidade externa com projetos para todas as idades

CPII 180 anos: trajetória que se confunde com a história do ensino no Brasil

 

 

 

Assessoria de Comunicação Social

 

 

Acessos Hoje:15546  Total Acessos:12212904