A Educação Física como componente curricular da Educação Básica no Colégio Pedro II

 

 

 

A grande tarefa da escola é proporcionar meios para que os estudantes que nela ingressam, adquiram competências que os permitam viver com autonomia e serem capazes de propor soluções para os problemas. Entretanto, não são somente esses alvos a serem atingidos no processo educativo, pois também é necessário que os estudantes aprendam a viver em sociedade e para isso necessitam desenvolver a capacidade de interagir com os demais integrantes dos grupos sociais que participam. Logo, é fundamental que a socialização seja desenvolvida ao longo de toda a vida, que começa, especificamente, na vida escolar.


Nesse sentido, algumas competências devem ser desenvolvidas no período escolar, como a reflexão, a criticidade, a aquisição de conhecimentos e saberes, a convivência, entre outras mais específicas de cada disciplina, para que ao final desse processo o estudante assuma a postura de um cidadão pleno de direitos e responsabilidades, podendo participar da construção de uma humanidade mais solidária, compreensiva, respeitadora e criativa.


O Sistema Educacional Brasileiro, ainda que se desenvolva através do ensino por disciplinas, tem na Educação Física um importante meio de alcançar o objetivo primeiro da educação. Por suas peculiaridades, a disciplina proporciona vivências aos estudantes que podem se aproximar das questões cotidianas vividas por eles. A aula é uma amostra pequena da diversidade de situações que podem ocorrer na vida das pessoas.


A escola é uma representação da sociedade no que se refere às diversidades. Assim, quando em uma turma existem pessoas com maiores limitações, de qualquer ordem, o que se pode fazer de melhor é ajudá-las e não discriminá-las, já que em todos os grupos sociais (família, clubes e até na própria escola) sempre existirão aqueles com potencialidades distintas ou com dificuldades de relacionamento ou com pontos de vista divergentes sobre um assunto ou postura.


Nas aulas de Educação Física, especificamente, as possibilidades das pessoas se expressarem são múltiplas: através do corpo, das emoções e da linguagem oral, o que torna esta aula rica e mais adequada para auxiliar no desenvolvimento integral dos indivíduos. Entendemos que por meio das atividades motoras, a Educação Física quebra o dualismo entre corpo e mente, buscando uma unicidade do ser, através da sua dimensão existencial e da dimensão essencial. Em outras palavras, em uma aula de Educação Física o indivíduo tem a possibilidade de exercitar a sua expressão própria sem fragmentação.


Na busca por ajudar a formar o indivíduo não fragmentado, a Educação Física utiliza recursos lúdicos como jogos, brincadeiras, esportes e outras formas de atividades motoras, que não são fim em si mesmo, mas são meios que facilitam o alcance dos objetivos aos quais ela se propõe. Esses objetivos se colocam nas dimensões afetivas, cognitivas e motoras do ser, mais enfatizado através da dimensão motora, uma vez que o corpo é o instrumento privilegiado para se dialogar, expressar, comunicar, cooperar, em síntese, viver.

 

 

 

Voltar

 

Acessos Hoje:1047  Total Acessos:12834424